MUSEU DA IMPRENSA

VISITA AO MUSEU DA IMPRENSA

VISITA AO MUSEU DA IMPRENSA

by Teresa Correia -
Number of replies: 9

  Deixa aqui as tuas impressões!

No Museu da Imprensa, Porto

Re: VISITA AO MUSEU DA IMPRENSA

by Eva Sacchetti -

Gostei muito de visitar o Museu da Imprensa, pois acho que aprendemos coisas que talvez não aprendêssemos noutro lugar. Lembro-me, por exemplo, de termos utilizado uma técnica em que imprimimos a inicial do nosso nome com tintas. Espero que se realizem mais visitas de estudo!

(Editado por Teresa Correia em Quarta, 6 Fevereiro 2013, 13:56)

Re: VISITA AO MUSEU DA IMPRENSA

by Maria Francisca -

 Adorei esta visita, foi fantástica!!

 Gostei imenso de fazer todas aquelas atividades, simplesmente foi espetacular poder trabalhar com aquelas máquinas antigas, poder fazer aquelas duas impressões e depois ter feito aquela letra com todas aquelas cores...

 

Re: VISITA AO MUSEU DA IMPRENSA

by Catarina Carvalho -

Gostei muito da visita de estudo e aprendi muitas coisas novas! Achei interessante aprendermos como surgiu a imprensa e de observar o PortoCartoons.

Espero que se realizem mais visitas de estudo!

Re: VISITA AO MUSEU DA IMPRENSA

by António Martins -

O meu segundo emprego (tinha 16 anos) foi na litografia Ignis,na rua da Picaria, no coração do Porto. Todos os dias entrava pela oficina e ficava fascinado com o trabalho dos operários. Parava sempre junto do operador da guilhotina. Ficava a admirar a sua destreza no corte e a confiança na execução do trabalho. Um pequeno deslize era o suficente para haver um acidente grave. Recordo que, na altura, as máquinas não tinham sistemas de segurança. Parava ainda junto das rotativas, especialmento das mais antigas. Todo o processo era ainda muito artesanal. A afinação das máquinas era toda ela manual, mas levada a cabo com uma mestria impressionante. Finalmente, detinha-me a ver o trabalho de desenho e escrita na pedra. Era encantador observar  esta arte.

As artes gráficas, na época, abrangiam também as tipografias. Conheci bem algumas, pois, muitos dos trabalhos, primeiro, tinham de ser aí executados. Recordo-me que ficava cativado com o labor minucioso e ritmado dos tipógrafos, mas mais com o produto final: as palavras,as expressões e os textos. Comecei nesse momento a gostar mais das palavras.

Esta visita foi muito especial para mim, porque tive a oportunidade de revisitar um período da minha vida que me marcou bastante.
António Martins

Re: VISITA AO MUSEU DA IMPRENSA

by Aurora Cerqueira -

Achei o máximo a referência ao peso da escrita... dá a exata dimensão da importância de termos um museu da imprensa e de o utilizarmos. 

Re: VISITA AO MUSEU DA IMPRENSA

by Teresa Correia -

Ah! Não sabia! Que bom poderes relembrar o passado e partilhar connosco esta experiência!

Re: VISITA AO MUSEU DA IMPRENSA

by Eunice Pinho -

O meu pai tinha uma tipografia, gostava particularmente do compositor que, pacientemente, juntava letra a letra, gravura a gravura, segurando-as com uma pinça. Ali faziam-se cartazes das festas religiosas e outras, livros de facturas, ementas de casamentos e batizados. Fechou na década de oitenta.

Ver o Museu de Imprensa foi regressar a esse mundo onde escrever era agarrar literalmente nas letras, tomar-lhes o peso!!!